Antibióticos estão perdendo eficácia

Print Friendly, PDF & Email

Antibióticos estão perdendo eficácia

Tags:medicina, saúde, Doença, Organização Mundial da Saúde, Comentários

Natalia Kovalenko

28.01.2013, 18:21, hora de Moscou

 

A época dos antibióticos está chegando ao fim. Cada vez mais infecções são resistentes a eles. A disseminação de bactérias insensíveis aos antibióticos ameaça seriamente a humanidade, dizem os cientistas.

Os médicos de todo o mundo dão o alarme. São descobertas cada vez mais estirpes de bactérias que nenhum remédio hoje existente consegue vencer. Somente na União Europeia morrem anualmente 25 mil pessoas com infeções resistentes aos antibióticos.

Mais do que isto, doenças que antes eram facilmente tratáveis tornam-se mortalmente perigosas. Como há centenas de anos, torna-se difícil curar a a tuberculose, a gonorreia e a meningite. É raro uma intervenção cirúrgica passar sem complicações, conta o chefe da seção de cirurgia do Hospital Militar Central Vishnevsky, Ivan Shandurenko:

“Cresce o número de complicações pós-operatórias. No decorrer das últimas décadas, este problema torna-se cada vez mais essencial. Mais antibióticos levam a consequentemente maior adaptação dos microrganismos a estes antibióticos. Surgiram fermentos que destroem os antibióticos. Naturalmente que são criados novos antibióticos, mas os microrganismos também começam a criar novos métodos de combate a eles.”

Outrora o surgimento dos antibióticos parecia ter tornado o homem invulnerável. As pessoas deixaram de morrer de pneumonia e de contaminação do sangue. Diminuiu em muito a mortalidade por doenças infeciosas graves. Entretanto, o tempo passou e o principal perigo passou a ser representado pelos próprios antibióticos. Sob sua influência as bactérias sofrem mutações e se tornam mais fortes e patológicas. Não se consegue vencê-las pelos meios conhecidos. Como resultado, surge um problema pior do que a AIDS – com a qual, pelo menos, o paciente tem anos para testar diferentes métodos de tratamento. No caso de uma infecção-mutante a conta é de dias e até mesmo de horas.

Naturalmente, os cientistas trabalham permanentemente na criação de novos remédios. Entretanto os especialistas não aconselham contar muito com isso. Na realidade são elaborados muito poucos preparados essencialmente novos e os análogos existentes são pouco eficazes. O docente da cátedra de doenças internas da Universidade Estatal de Medicina de Novossibirsk, Vladislav Mitrokhin não exclui que remédios há muito tempo esquecidos possam ser úteis:

“Se os pacientes tomam com muita frequência alguns preparados, as bactérias elaboram mecanismos de resistência justamente a estes preparados. A resistência não se desenvolve em relação aos antibióticos que são usados raramente. Se algum antibiótico deixa de ser usado, a sensibilidade a ele pode ser restabelecida. Por isso, existe a opinião de que alguns antibióticos antigos, que agora já não são usados, no futuro podem ser úteis.”

A Organização Mundial da Saúde insiste – os antibióticos devem ser vendidos mediante receitas médicas, para excluir seu uso não-controlado. Mas agrava o problema o fato de que a pessoa pode nunca na vida se ter tratado com antibióticos mas seu organismo ser resistente a eles. Isto porque ele tomou estes preparados sem o saber, junto com a comida: ao comer carne de vaca, frango, peixe, pois em todo o mundo, em fazendas, se usam antibióticos como profilaxia e também para rápido crescimento dos animais. Os produtores aplicam-nos ativamente na criação de porcos, patos e outros animais, sem pensar nos efeitos colaterais.

http://portuguese.ruvr.ru/2013_01_28/Os-antibioticos-perdem-a-eficacia/

23-02-2013

2 comments for “Antibióticos estão perdendo eficácia

  1. Fevereiro 26, 2013 at 9:49 am

    Se confiarmos em DEUS, não precisamos nos preocupar com as doenças. Veja o texto de êxodo 15:26
    “E disse: Se ouvires atento a voz do SENHOR teu Deus, e fizeres o que é reto diante de seus olhos, e inclinares os teus ouvidos aos seus mandamentos, e guardares todos os seus estatutos, nenhuma das enfermidades porei sobre ti, que pus sobre o Egito; porque eu sou o SENHOR que te sara.”
    Quer saber mais? Acesse http://www.bomviver.net. Não existem doenças incuráveis!

    • Sikberto Marks
      Fevereiro 26, 2013 at 11:27 am

      Ok, Dilênio, é verdade. Paralelamente a profecia de que no final dos tempos haveria pestes, está se cumprindo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *