Lição 02 – DEUS e a revelação

Print Friendly, PDF & Email

Lições da Escola Sabatina Mundial – Estudos do Quarto Trimestre de 2012

Tema geral do trimestre: Crescendo em CRISTO

Estudo nº 02 –  DEUS e a revelação

Semana de   6 a 13 de outubro

Comentário auxiliar elaborado por Sikberto Renaldo Marks, professor titular no curso de Administração de Empresas da Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul – UNIJUÍ (Ijuí – RS)

Este comentário é meramente complementar ao estudo da lição original

www.cristovoltara.com.br marks@unijui.edu.br – Fone/fax: (55) 3332.4868

Ijuí – Rio Grande do Sul, Brasil

 

Verso para memorizar:Havendo DEUS, outrora, falado muitas vezes e de muitas maneiras aos pais, pelos profetas, nestes últimos dias, nos falou pelo filho, a quem constituiu herdeiro de todas as coisas, pelo qual também fez o Universo” (Heb. 1:1 e 2).

 

Introdução de sábado à tarde

Vamos lá, entender a lição do dia de hoje de uma maneira radical. Como a humanidade explicaria a sua existência se não fosse a Bíblia? Nem necessitamos imaginar muito, pois a resposta existe. Talvez interpretaria do mesmo modo como Charles Darwin fez, teoria muito aceita mundo afora. Por certo não mudaria nada em relação a esta teoria. Portanto, a pergunta tem que ser modificada. Como nós, que hoje somos adventistas, creríamos a esse respeito? Por certo do mesmo modo como os atuais evolucionistas. Pois, não foi da natureza que eles tiraram as suas teorias?

A natureza proclama a existência de um Criador. Para quem é inteligente, tanta complexidade só pode vir de algum ser inteligente, e na verdade, incrivelmente inteligente. Mas sem a Bíblia as teorias mais absurdas sempre serão aceitas. Raciocinemos, se temos a Bíblia, e ainda assim, inventaram teorias absurdas, imagine o que se teria inventado sem ela?

Logo, a Bíblia é fundamental para nós, ao menos para aqueles que desejam um futuro melhor, isto é, perfeito.

 

  1. 1.      Primeiro dia:  A doutrina da Escritura

Quando ocorreu o pecado, iniciou-se um processo de separação entre o homem e DEUS. Esta separação foi se agravando na medida em que os ser humano foi se aviltando e se tornando mais e mais pecador. Após o primeiro pecado, o casal fugiu da presença de DEUS, sintoma de separação. Mas ainda ali DEUS, naquele mesmo dia, falou com eles, face a face. Com os antediluvianos DEUS falava frequentemente, mas não mais de forma visível. Com os pós-diluvianos Ele também falava, como a Jó, Abraão e Moises, e muitos outros, porém, de maneira velada. O contato entre DEUS e os homens foi-se distanciando, por causa do aumento da pecaminosidade. Com o tempo, poucas pessoas podiam suportar falar com DEUS, e estes eram escolhidos como profetas. Por estas pessoas DEUS transmitia mensagens às demais. Mas com o tempo até os profetas foram escasseando, e com o advento da escrita, uns 300 anos após o dilúvio, estes homens e mulheres escreviam as mensagens, que mais tarde foram compiladas em forma de livro, a Bíblia. Hoje não temos profetas, somos uma geração bem difícil. Mas pelo menos temos a Bíblia, que é a Palavra de DEUS aos homens. Nela podemos aprender sobre a vontade de DEUS, e ter o privilégio que sempre esteve à disposição de toda a humanidade, a operação transformadora do ESPÍRITO SANTO na vida da pessoa. DEUS utiliza a Bíblia para por ela ensinar a Sua vontade em relação a nós.

Então, a pergunta a gora é: qual a autoridade da Bíblia? Paulo em 2 Tim. 3:16 diz que “toda Escritura é inspirada” isto é, não há parte da Bíblia que não possua a autoridade original de DEUS. Pedro diz que fazemos bem em atentar ao que se encontra nas escrituras (2 Ped. 1:19-21). JESUS também disse a satanás que “não só de pão viverá o homem, mas de ‘toda’ palavra que sai da boca de DEUS”, ou seja, a Bíblia. Ele também disse “examinais as escrituras porque julgais ter nelas a vida eterna…” (João 5:39).

Duas coisas temos que atentar nestes trechos. Primeira, não há partes na Bíblia com autoridade menor que outras ou sem autoridade divina. Segunda, não há trecho da Bíblia que tenha perdido a sua autoridade, como muitos ensinam, que o Antigo Testamento foi substituído pelo Novo Testamento. Temos que estar capacitados a responder sobre esse assunto, pois os questionamentos aumentarão nos próximos meses. Nestes últimos meses vem crescendo a movimentação em torno da santificação do domingo, principalmente na América do Norte e na Europa. É uma reação à pregação da IASD, que vem crescendo em poder. Bem logo vem o decreto dominical e a grande controvérsia. Por isso, é urgente o tempo de nos capacitarmos nas questões desta controvérsia, e sabermos achar rápido as passagens que defendem nossa posição.

 

  1. 2.      Segunda: A natureza da inspiração

O que é a inspiração divina para a redação das Escrituras? Em primeiro lugar, DEUS escolheu pessoas razoavelmente puras, humildes e obedientes à Sua palavra. Deviam ser desprendidas de orgulho e da satisfação do “eu”, porém, ligadas à vontade de DEUS, e ter uma vida santa, isto é, separada do mundo.

A estas pessoas DEUS escolheu como profetas. A elas enviava mensagens para que as escrevessem e também difundissem às demais. Os profetas escreviam o que tinham aprendido, com sua linguagem e estilo de pensar, falar e escrever. E é neste ponto que encontramos a primeira dificuldade. A inspiração não dita as palavras, ela envia conhecimento da mente de DEUS para a mente de uma pessoa. Tanto a pessoa, embora escolhida a dedo, é falha quanto a linguagem por ela e por todos nós utilizada. Depois vieram as traduções nem sempre totalmente fiéis. Isto tudo não tira a credibilidade das Escrituras, pois com bom senso e humildade podemos e devemos ter a assessoria do ESPÍRITO SANTO para evitar qualquer interpretação incoerente advinda destes pontos fracos que estão nos seres humanos. Quem tem o ESPÍRITO SANTO não se atrapalha com a Bíblia, ou por outro lado, quem a critica ou condena por alguns textos difíceis, este está atestando que não tem o poder do alto.

“Diz o apóstolo Pedro que há nas Escrituras “pontos difíceis de entender, que os indoutos e inconstantes torcem… para sua própria perdição”. II Ped. 3:16. As dificuldades das Escrituras têm sido insistentemente apresentadas pelos céticos como um argumento contra elas; longe disso, porém, essas dificuldades constituem poderosa evidência de sua divina inspiração. Se elas não contivessem a respeito do Senhor senão o que podemos facilmente compreender; se Sua grandeza e majestade pudessem ser apreendidas por espíritos finitos, então a Bíblia não apresentaria as insofismáveis credenciais de autoridade divina. A própria grandeza e mistério dos temas expostos, deveriam inspirar fé nos mesmos, como sendo a Palavra de Deus” (Caminho a CRISTO, 107).

Vamos analisar um caso, o de Judas ao ir enforcar-se. Mateus (27:5) diz que Judas foi enforcar-se e Atos 1:18 diz que “precipitando-se rompeu-se pelo meio”. As duas descrições se complementam, não se contradizem. Mas a segunda informação não diz como que ele se precipitou, daí podem surgir hipóteses, que é normal em textos escritos. Por exemplo, Mateus é bem claro que Judas foi se enforcar. Já Paulo, em atos, não é bem claro, e não era o seu foco no relato. Esse rompeu-se, portanto, pode tanto ser como diz a lição, que inchou e explodiu, como acontece com os cadáveres, ou pode ser outra coisa, como veremos por EGW. Porém, essa hipótese da lição não parece muito provável devido ao pouco tempo entre o momento em que se enforcou e o momento em que o encontraram, no máximo umas 12 horas mais tarde. Outra hipótese é que, quando se enforcou, o tenha feito em algum galho alto e este tenha quebrado ou a corda tenha-se rompido, e ao cair, Judas tenha-se rompido no ventre, vindo depois os animais se alimentar de seus restos, um destino nada honroso.

Temos a resposta a esta questão. Ellen G. White, ou o Espírito de Profecia esclarece. “Mais tarde, naquele mesmo dia, quando conduziam Jesus do tribunal de Pilatos ao Calvário, as zombarias e os insultos da turba vil foram interrompidos quando passaram por um lugar ermo e viram, junto a uma árvore seca, o corpo sem vida de Judas. Era um quadro repugnante. O peso do corpo havia rompido a corda e, ao cair, mutilara-se horrivelmente. Os cães agora o devoravam. Os restos foram imediatamente enterrados longe da vista de todos. A zombaria, porém, diminuiu e o rosto pálido de muitos revelava os fortes temores de seu íntimo. Parecia que a retribuição já começava a atingir os que eram culpados do sangue de Jesus” (Vida de JESUS, 122).

Por essa via de entendimento, deixam de haver contradições, e a harmonia passa a reinar, ele se enforcou e a corda rebentou, caindo e se abrindo o corpo. E as que ainda não foram explicadas, tenhamos um pouco de paciência, será uma boa matéria para falar com JESUS, quando O tivermos à disposição. Sempre que tivermos problemas de intepretação do texto sagrado, é hora de pesquisar ou de perguntar a alguém, pois há explicação aceitável para a maioria destas situações. Que não seja por passagens aparentemente contraditórias que venhamos a perder a confiança na Palavra de DEUS e perder a vida eterna. Para todas as contradições no texto bíblico existem explicações, mas talvez ainda não tenhamos disponíveis as explicações para todas as contradições. Há as coletâneas dos chamados “textos difíceis” que pessoas dedicadas já publicaram, que explicam muitas das dificuldades bíblicas.

 

  1. 3.      Terça: O mistério do DEUS triúno

Como foi que DEUS anunciou a criação do ser humano? Ele disse assim: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança” (Gên. 1:26). Três vezes há a referência ao autor da vida. Isto não prova a Trindade, mas se refere a ela, um DEUS que fez, usou Sua imagem como um modelo físico, e a semelhança como um modelo de caráter. O homem não era um novo DEUS, mas possuía de forma limitada as Suas características.

Por que razão muitos não aceitam a doutrina da Trindade? Principalmente se ela é bem fácil de ser provada pela Bíblia?

Um dos pontos alegados é por se tratar de doutrina da Igreja Católica. Mas isso tem algum problema? Afinal, esta igreja também possui o mesmo modelo de família; defende os princípios de saúde; utiliza os pequenos grupos; possui exemplar comportamento de reverência dentro de suas igrejas, etc. Há muitas coisas em comum entre os adventistas e os católicos, e isso é positivo, assim como há pontos comuns com outras igrejas. Por que uma das identidades entre nós e os católicos não pode ser aceita, sendo ela bíblica? Talvez devamos dizer como diria o apóstolo Paulo: ‘quem dera os católicos se tornassem tais como nós, que cressem do mesmo modo’.

DEUS é único, DEUS é a unidade pela força do amor de três pessoas entre si. Por isso DEUS disse, façamos o homem à nossa imagem e semelhança, uma criatura livre, capaz de amar do mesmo modo como DEUS ama, ou seja, capaz de se unir a uma mulher e se tornar com ela uma só carne, tamanha a atração de um pelo outro pela força do amor.

Um homem e uma mulher que se amam, formam um casal unido de tal maneira que jamais se separarão. Não ocorrerá separação pela afetividade e dependência de afetividade entre os dois, motivado pelo amor. Um deseja o outro, um deseja fazer o bem ao outro, um deseja fazer o outro feliz.

Mas, porque a criatura pode formar uma unidade de dois, e DEUS tem que formar uma unidade de três? Não é assim, nenhuma criatura consegue formar uma unidade de apenas dois seres permanentemente, precisa haver três, assim como é DEUS. E qual é o terceiro? O terceiro é o próprio DEUS, Ele que é o amor une o casal. Foi Ele quem disso isso. Está na Bíblia: Mateus 19:6 “…o que DEUS uniu, não o separe o homem”, como explica Gênesis 2:18 a 25. A unidade depende do amor, e o amor não é um sentimento, nem um pensamento, nem uma força, nem um desejo, nem bons modos, nem ética, etc. O amor é DEUS. Um casal para ser feliz necessita da unidade com DEUS, outra maneira não existe neste Universo. Dizendo melhor, um casal para ser feliz, sempre unido, necessita da unidade, a mesma que mantém unida a Trindade, que é o amor, o caráter de DEUS.

Há quanto tempo DEUS é uma unidade? Desde a eternidade. E jamais os membros da Trindade brigaram, ou ao menos tiveram um desentendimento. Eles se amam perfeitamente, e onde eles estiverem, há a influência do amor entre eles, que se expande para as criaturas. Nós dependemos de DEUS, como Ele é, não como nós imaginamos como Ele deve ser para nos satisfazer. E não existem problemas insolúveis com Ele em nosso lar.

 

  1. 4.      Quarta: Atributos do nosso Criador

Todos sabemos quais são os três atributos que caracterizam os poderes de DEUS: Onisciência; onipotência e onipresença. Ele é um ser que não foi criado, portanto existe desde sempre (e isso não entendemos, nem temos explicação) e que tem a capacidade de criar o que deseja. Acima destas três características, DEUS é amor, o princípio geral de utilização de seus poderes. Portanto, DEUS é ilimitado em todas as Suas faculdades, e tudo o que faz, tem a identidade do amor, assim sendo é perfeito, dura eternamente é bonito e para o bem.

Sendo DEUS amor, por conseguinte, Ele é imutável, pois a perfeição de DEUS vem do fato de ser Ele amor. O amor que é perfeito, nele está a perfeição. O amor que produz a vontade de fazer o bem e produz a sensibilidade de servir ao outro, sempre em favor do outro, pela sua felicidade. Então, os ilimitados poderes de DEUS são governados pelo Seu caráter, que é puro amor. Tente imaginar, pelo menos por um pouco, como deve ser viver sob a tutela de alguém assim. Eu e minha família queremos DEUS como o nosso Rei. Com estas características, Ele, DEUS, é absolutamente desejável, e Seu Reino deve ser algo maravilhoso.

No Universo, só DEUS tem os atributos para governar e exercer justiça com perfeição. Por ser Ele onisciente, sabe tudo o que se passa, e por ser onipotente, não tem limites em prestar atenção a tudo o que acontece, mesmo nos pensamentos de todas as criaturas, e exercer controle. E pode agir em todos os lugares ao mesmo tempo, pois é onipresente. Que Ser incrível é DEUS! Que bom que alguém assim, com tais poderes, é amor. Ai de nós, se não fosse.

Este DEUS, que não diz na Bíblia qual a Sua origem, mas que diz que sempre existiu, que vem da eternidade e vai para a eternidade, revela-se, no entanto, de uma maneira maravilhosa em JESUS CRISTO, um dos membros da Trindade. Este JESUS viveu humildemente entre nós, revelando mais um dos atributos de DEUS: Ele é humilde. Se Ele é assim tão poderoso, a ponto de ser infinito, como é admirável ser também humilde. Portanto, quem somos nós, o que estamos fazendo, se em nossas limitações, muitas vezes, nos achamos grande coisa? Lembro de um senhor orgulhoso que um dia desses estava se gabando diante das pessoas como procedeu com rapidez para na estrada se livrar de um acidente, quando repentinamente encontrou-se frente a frente com um caminhão. Ah, se não fosse a sua perícia em desviar rapidamente, teria quem sabe morrido ali mesmo. Aconteceu que, poucas semanas depois, ele morreu mesmo, batendo de frente com outro carro, estando ele, na contra mão. Onde ficou a sua perícia? Ele não pôde explicar de dentro de seu caixão. Como a falta de humildade dos seres humanos, o seu orgulho, é algo ridículo diante da grandiosidade de DEUS, sendo Ele humilde!

DEUS é imutável, porque é perfeito, portanto infalível. Só há três que são infalíveis, os membros da Trindade, e eles são um, DEUS. Nenhum anjo é infalível, pois o maior de todos os anjos, querendo parecer infalível, caiu vergonhosamente. O próprio papa, que se declara infalível, envelhece e morre como qualquer ser humano, e enquanto vivo, comete erros flagrantes. Mas o povo católico merece saber que há um DEUS com os atributos que o papa não possui, esse maravilhoso povo ainda precisa descobrir os escritos na Bíblia. Eles descobrirão, há uma grande quantidade de padres e bispos preparados para ensinar esse grande povo sobre a verdade, tal como ensinam os adventistas.

DEUS é transcendente, isto quer dizer, está além de nossa compreensão e além dos limites conhecidos do Universo. Ele está além da explicação da ciência. E assim deve ser, pois se nós, seres humanos tão limitados conseguíssemos explicar por completo a DEUS, então Ele não poderia ser infinito. Seres finitos jamais podem alcançar e explicar o infinito.

Portanto, o Amor, que é DEUS, é infinito. Graças a Ele mesmo, DEUS. E nós somos o Seu povo!

 

  1. 5.      Quinta: As ações de DEUS

Às vezes parece que DEUS está distante, que nada faz para mudar o curso aqui na Terra, que a vida e os negócios aqui correm sem a menor influência da parte da divindade. Porque parece assim? É porque faz tempo que DEUS não interfere de forma radical, como já tem feito no passado, como foi por meio do dilúvio, da destruição de Sodoma e Gomorra, e da destruição do exército Assírio quando misteriosamente foram mortos numa noite 185 mil soldados, que não acordaram naquele dia, porque um anjo os matou (2 Reis 19:35). Também como conduziu o povo de Israel pelo deserto alimentando-os e protegendo-os, como conquistaram Canaã, e assim por diante. Ultimamente DEUS não tem feito grandes interferências, por isso nos parece que Ele não esteja alheio ao que se passa por aqui, ou talvez pareça que nem exista. Mas tenhamos um pouco de paciência, pois está prestes outra vez a se manifestar em grande intensidade.

No presente momento, por enquanto, é satanás que mais se manifesta, por meio do Espiritismo, fazendo sinais misteriosos e chamando a atenção de todo mundo. São sinais para enganar, e são sobrenaturais em sua maioria. Estamos ainda na fase da contrafação, que sempre vem antes da ação de DEUS, que age na hora certa, conforme seu planejamento. Satanás, em seu desespero age precipitadamente, antes do tempo, para ganhar terreno. Mesmo assim, a sua derrota já está assegurada.

No presente momento, como DEUS está agindo? Na vida pessoal das pessoas. Quem não percebe a ação de DEUS nele, cuidado isto é sinal de perigo, pois pode não estar se entregando a DEUS, por isso, Ele não faz nada nesta pessoa. Porém, há muitos verdadeiros milagres acontecendo em pessoas, e não poucos. Há transformações milagrosas que chamam a atenção pela diferença entre o antes e o depois na vida da pessoa. Temos muitos relatos impressionantes, seja pela grandiosidade da mudança, seja pela velocidade. É DEUS agindo, ainda que discretamente, por meio da igreja, para salvar tais pessoas. Mas, bem logo, essa discrição ficará de lado, e coisas impressionantes serão realizadas, como grandes milagres de curas e outros sinais sobrenaturais entre o povo de DEUS. E depois, os sinais mais poderosos de todos os tempos ocorrerão, durante as pragas. Mais uma vez se conclui, é hoje o tempo de preparo, enquanto há calma, para que, quando a batalha de mistérios entre DEUS e satanás se desencadear, estejamos aptos para nos mantermos no lado certo.

 

  1. 6.      Aplicação do estudo Sexta-feira, dia da preparação para o santo sábado:

Tudo o que temos hoje, original de DEUS, para nossa orientação são basicamente dois recursos: a Bíblia e a iluminação do ESPÍRITO SANTO. Interessante que a Bíblia sem as instruções e DEUS pouco valor tem, pois os seres humanos não são capazes, de por si mesmos, interpretar e entender a Bíblia. Basta ver quantas igrejas há mundo afora, fundamentadas erradamente sobre esta único livro. Por exemplo, elas não aceitam o Velho Testamento, dizendo não valer mais. Mas isso é flagrantemente resultado de má intenção, pois o dízimo que ‘cobram’ só tem fundamento no Velho Testamento, nada consta no Novo Testamento, contudo, mesmo assim, usam como sendo uma ordem das Escrituras. Sem o poder do ESPÍRITO SANTO é nisso que dá, cada líder religioso faz a sua interpretação particular, conforme seus interesses pessoais. E o mais incrível é que estas igrejas proclamam ter o poder do ESPÍRITO SANTO, pelo falar línguas (que ninguém entende, nem mesmo DEUS), mas não tem o poder de interpretação da Bíblia. A falta deste poder se comprova por que entre estas igrejas, que dizem falar línguas, há interpretações diferentes e até contraditórias do sagrado livro. Fica uma pergunta para se pensar: se elas não tem o poder de interpretar a Bíblia, de onde tiram que hoje é importante o dom de línguas e não o dom de profecia, se estamos justo no final dos tempos, em que há uma infinidade de pessoas que falam línguas diferentes por terem-nas estudado, mas há bem poucos que sabem os significados dos símbolos do Apocalipse? Afinal, nessa época de final da história, o que é de fato importante? Línguas estranhas e sem sentido, na verdade forçadas pela imaginação, ou ter o conhecimento da urgência do tempo? Eles são capazes de se comunicar, entre si, por essas línguas estranhas? Eles se entendem por elas? Falam coisas que nem entre eles gera comunicação, contudo, não conhecem os sinais dos tempos.

DEUS Se revela, e o Seu povo tem a revelação. Mas isto não quer dizer que, por estar junto com o povo de DEUS seja parte desse povo. Essa frase é de se pensar bastante!

 

Assista o comentário clicando aqui.

O comentário em vídeo tem ênfase evangelística.

Talvez necessite segurar control mais um clike sobre o link.

 

escrito entre:  28/08/2012 a 04/09/2012

revisado em  11/09/2012

 

 

Declaração do professor Sikberto R. Marks

O Prof. Sikberto Renaldo Marks orienta-se pelos princípios denominacionais da Igreja Adventista do Sétimo Dia e suas instituições oficiais, crê na condução por parte de CRISTO como o comandante superior da igreja e de Seus servos aqui na Terra. Discorda de todas as publicações, pela internet ou por outros meios, que denigrem a imagem da igreja da Bíblia e em nada contribuem para que pessoas sejam estimuladas ao caminho da salvação. O professor ratifica a sua fé na integralidade da Bíblia como a Palavra de DEUS, e no Espírito de Profecia como um conjunto de orientações seguras à compreensão da vontade de DEUS apresentada por elas. E aceita também a superioridade da Bíblia como a verdade de DEUS e texto acima de todos os demais escritos sobre assuntos religiosos. Entende que há servos sinceros e fiéis de DEUS em todas as igrejas que no final dos tempos se reunirão em um só povo e serão salvos por JESUS em Sua segunda vinda a este mundo.

 

6 comments for “Lição 02 – DEUS e a revelação

  1. Elen
    setembro 22, 2012 at 8:43 pm

    Já estou com saudades dos links que nos deixavam baixar os comentários da lição em .doc.
    O site está muito 10.
    Abraços e que Deus continue iluminando sua mente (coração), para que possamos continuar, também, recebendo a benção dos seus comentários.
    Elen

    • Sikberto
      setembro 22, 2012 at 9:57 pm

      OLá Elen;
      Todo site está em .doc; para passar para seu computador pode pitar + copy + cole onde desejar. Mudamos pois temos o desejo de melhorar publicando videos sobre profecia.

  2. vitor hugo filipin romero
    outubro 3, 2012 at 4:16 pm

    Seus comentários têm me ajudado muito nas mudanças que temos fazer nesse árduo caminho de santificação.
    Agradeço a deus por que existem pessoas como você, que se importam com a salvação de muitos e fazem o possível para ajudá-los.
    Deus o abençoe.

  3. Scyla Andrade Zeferino
    outubro 6, 2012 at 8:33 pm

    Seus comentários são muito bons. Tenho acompanhado as mudanças a muito tempo. Grato e que Deus continue abençoando este trabalho.

  4. Etienne A. Santos
    novembro 11, 2012 at 1:17 am

    Gostei do plano e gostaria de receber mais e conmentarios deste timestre.
    Creio que de muito falor para nõs que estamos no exterior.
    Obrigdo poela oportunidade que nos oferece.
    E que Deus possa abencoar a voces Ricamente

    • Sikberto
      novembro 12, 2012 at 6:13 am

      Ok, Etienne, estamos quase todas as semanas publicando algo que seja interessante a respeito da brevidade da segunda vinda de CRISTO. O importante é que todos nos preparemos em tempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *