Lição 08 – Com os ricos e famosos

Print Friendly

           Lições da Escola Sabatina Mundial – Estudos do Primeiro Trimestre de 2014

Tema geral do trimestre: Discipulado

Lição 08 – Com os ricos e famosos

Semana de 15 a 22 de fevereiro

Comentário auxiliar elaborado por Sikberto Renaldo Marks, professor titular no curso de Administração de Empresas da Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul – UNIJUÍ (Ijuí – RS)

Este comentário é meramente complementar ao estudo da lição original

www.cristoembrevevira.com - marks@unijui.edu.br – Fone/fax: (55) 3332.4868

Ijuí – Rio Grande do Sul, Brasil

 

Verso para memorizar:O amor ao dinheiro é a raiz de todos os males. Algumas pessoas, por cobiçarem o dinheiro, desviaram-se da fé e se atormentaram com muitos sofrimentos” (1Tim 6:10 NVI).

 

Introdução de sábado à tarde

Vejamos bem o que o verso acima diz: “o amor ao dinheiro”, não o dinheiro em si, é a raiz de todos os males. Ser rico é bom, mas amar a riqueza é ruim. Enriquecer também é bom, mas correr atrás do dinheiro a todo custo, empobrece espiritualmente. O amor ao dinheiro leva a trocar DEUS pelas riquezas.

O dinheiro facilmente vem acompanhado de problemas. É a fama, o poder, o prestígio, os falsos amigos, os delinquentes, o Imposto de Renda, os outros impostos, e muito mais. Ai de quem enriquece e não sabe ser rico. Conheço viárias histórias de gente que enriqueceu de um momento para outro e se deu mal. “Depois de receber uma bolada em dinheiro [encontrou muito ouro no garimpo de Serra Pelada], Índio fretou um avião da falida Transbrasil para encontrar uma namorada no Rio e passou dois meses hospedado no Copacabana Palace. Hoje, vive da aposentadoria de R$ 515,00 da atual mulher, sua 14ª companheira. Com Zé Sobrinho aconteceu algo parecido. Com os milhões que ganhou no trabalho, promoveu festas onde não faltavam bebidas importadas e mulheres bonitas. Aos 70 anos, dá expediente numa cooperativa para pagar as contas” (http://www.emporto.com.br/index/noticia-aberta/id/3513). Esse daí, quando ganhou o dinheiro, comprou de uma só vez 12 automóveis. Ele não sabia ser rico: subiu à cabeça.

Lembram-se de outros casos de pessoas que não souberam ser ricas? Existem as que jogam tudo fora e as que ficam arrogantes, prepotentes e orgulhosas. Existem as que se separam de sua mulher legítima e buscam outras. Lembra-se do caso de Marcos Kitano Matsunaga, que foi morto pela mulher não legítima dele, a Elize Matsunaga? Ele já havia trocado sua esposa por essa mulher, e a estava trocando por outra. Um homem tão rico, mas que não sabia constituir um lar estável. Lamentável. Rico e incompetente no amor. A maior parte das pessoas não são competentes para serem ricas. Algum erro grave cometem, e se afastam ainda mais da possibilidade de seguir JESUS, e obter a vida eterna. JESUS quer preservar as pessoas das ciladas da riqueza, pois muitas perdem a vida eterna quando enriquecem.

O dinheiro simboliza o que grande parte das pessoas mais desejam: poder, fama prestígio, sucesso, destaque na sociedade e muitos amigos. Disso vêm as festas fartas de bebidas alcoólicas e nesses últimos tempos, também de drogas.

Parece que quem consegue demonstrar um símbolo de sucesso, ou de riqueza, precisa mostrar, aparecer, idolatrar o “eu”. Lembro que tempos atrás, hoje o costume mudou, algumas pessoas quando compravam um carro novo, ou um mais novo, sábado pela manhã estacionavam mais cedo, bem em frente da porta da igreja. Assim os demais poderiam ver a aquisição. Muitos tão bobos e desmiolados quanto quem fazia isso, olhavam atentamente e elogiavam, massageando o seu ego. A tal ponto chegou a situação que certa vez houve um debate entre os membros da plataforma, antes do início do culto divino, sobre qual era o melhor carro. A riqueza não é um problema, mas pode gerar muitos problemas, depende das pessoas. Por isso, quem sabe é bom orar para que DEUS não nos dê nem a riqueza nem a pobreza, mas o necessário para uma vida digna e segura. Em nossa vida que se faça a vontade de DEUS; não confiemos tanto em nós mesmos. É desses problemas que DEUS nos quer precaver.

 

  1. 1.      Primeiro dia: Ricamente abençoado

Que tal se JESUS encontrasse Bill Gates, dono da Microsoft e homem mais rico do mundo, e dissesse que deveria vender tudo o que tem para doar aos pobres? O jovem rico foi embora (estudaremos melhor na parte de quinta-feira). Veja o que Bill Gates já fez sem JESUS mandar: “O bilionário Bill Gates,” pai e dono da Microsoft”, que doou 95% de sua fortuna, viajará pelo mundo, convencendo outros bilionários a doarem também suas fortunas! Bill, o apelido pelo qual é mais conhecido, que além de sintetizar intimidade, embute o sentido de palavras como poder e tecnologia, esta de malas prontas para enfrentar uma maratona diferente e  filantrópica:  convencer outros que como ele são bilionários, agora fora dos EUA, a fazerem como ele fez e doar boa parte de suas fortunas para a filantropia. (http://jornalportalsul.com.br/bill-gates-doou-quase-toda-a-sua-fortuna/). Ora, sabe o que JESUS diria a Bill Gates, se o encontrasse? Talvez falaria como a Nicodemos, que devesse nascer de novo, mas que não precisaria vender sua fortuna para dar aos pobres. Esse homem abastado não se apegou à riqueza.

Ser rico não é pecado e muito menos condenação da perda da vida eterna. O grande problema ocorre quando a riqueza sobe à cabeça e a pessoa passa a idolatrá-la. Então a pessoa ama mais a riqueza que a DEUS, e confia mais na riqueza que em DEUS.

O mesmo pode acontecer com os pobres. Muitos deles apostam todas as semanas em loterias, pois querem ser ricos. Até é engraçado quando um repórter pergunta o que faria se ganhasse. Quase todos iriam viajar, comprar coisas e viver como milionários, etc. Os pobres em geral não sabem ser ricos, e quando ganham uma fortuna, muitos deles desperdiçam tudo. Tempos atrás a Tv Globo fez uma reportagem sobre dez pessoas que ganharam grandes somas em dinheiro em loteria. Destes, dois estavam bem, os outros oito desperdiçaram tudo e alguns deles estavam em condições piores que antes. Lembro-me de um senhor que ganhou bom dinheiro numa loteria, e o que ele fez? Construiu um hotel numa ilha do rio Ijuí (nem se deu conta de que de tempos em tempos ocorrem enchentes). Certo dia o rio transbordou e levou tudo embora.

Entendeu o que quero dizer com esses exemplos? Muitas vezes é melhor ser pobre do que arruinar sua vida. Pior ainda, se a perder para sempre porque se apegou às riquezas de tal maneira que só pensa nelas, e vive por elas.

Alguns personagens bíblicos foram ricos. Por exemplo, Abraão, Isaque, Jacó, Jó foi rico duas vezes, Salomão (que se atrapalhou bastante com a riqueza, mas no final da vida se encontrou com DEUS), e assim por diante. Tomemos o exemplo de Abraão. Ele foi muito rico, mas deu a Ló a opção de escolher onde queria apascentar seus rebanhos.

Ser rico pode ser uma bênção se a pessoa for humilde e prestativa, e reconhecer que tudo vem de DEUS. Hoje algumas pessoas ricas da igreja fazem grande diferença no financiamento da pregação do evangelho. Assim foi com JESUS – muito pobre, mas mulheres ricas O amparavam nas Suas necessidades.

Uma coisa é certa: os salvos todos, na Nova Terra, serão ricos de uma maneira curiosa, independente se foi pobre ou não aqui na terra. Lá não haverá cartório e ninguém registrará nada em seu nome. Portanto, em termos de posse, seremos mais pobres que os pobres da Terra. Porém, lá teremos o direito de usufruir de tudo que estiver disponível. Portanto, viveremos lá muitas vezes melhor que os mais ricos da Terra. Engraçado, né?

 

  1. 2.      Segunda: Encontro noturno

Nicodemos era rico e sincero. Ele queria, acima da riqueza, ser salvo. Amava mais a DEUS que ao dinheiro. Porém, tinha experimentado o gosto pela vida que a riqueza proporciona, e isso o atrapalhava. Tinha vergonha de falar com CRISTO, pois gente como ele não fazia isso, não dependiam de CRISTO. Quando iam falar com o Mestre, sempre era para tentar vencê-Lo em alguma cilada, nunca para se aconselhar. Mas Nicodemos sentia necessidade de ter uma conversa mais pessoal, de aconselhamento.

Chegou-se a CRISTO na escuridão da noite. Isso não faz mal, desde que nos acheguemos a CRISTO – não importa a hora ou o lugar. E como toda pessoa de prestígio (e também os colportores, eh eh), primeiro elogiou a CRISTO, pensando conquistá-Lo para o seu lado. Queria ser bem aceito por CRISTO, então, como já era o costume da época, procurou agradar o Mestre. O que Nicodemos disse? “Rabi, sabemos que és Mestre vindo da parte de DEUS; porque ninguém pode fazer estes sinais que Tu fazes, se DEUS não estiver com ele” (João 3:2). Isso é um elogio interesseiro. Pessoalmente detesto quando chega alguém aqui em casa e elogia o gramado, as árvores, etc., artificialmente, para depois tentar vender algo. Aliás, não gosto de qualquer elogio. Parece que JESUS também não gostava, pois a resposta foi direta e fulminante: “Em verdade, em verdade te digo que, se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus” (João 3:3). A resposta deixou Nicodemos perplexo, e num primeiro instante nem entendeu, pensando que deveria voltar ao ventre da mãe. JESUS lhe disse: “Quem não nascer da água e do Espírito não pode entrar no reino de Deus” (João 3:5). Nascido do Espírito? Jesus explicou: O que é nascido da carne é carne; o que é nascido do Espírito é espírito” (João 3:6). “O nascimento do Espírito consiste numa transformação espiritual radical (veja Romanos 6). O ato físico do batismo, em si, não garante ingresso no reino. Ao batismo nas águas deve-se mesclar a transformação espiritual, ou seja, o renascimento do interior.”

Interessante que JESUS não lhe disse que vendesse todos os seus bens e desse o resultado aos pobres. O problema de Nicodemos não era o apego aos bens, mas sim, os privilégios de sua posição social, da qual estava pensando se libertar. A sua ida ao Mestre, embora sob vergonha, foi sincera; ele queria mesmo fazer a mudança que JESUS lhe pedisse. E o Mestre lhe pediu a transformação pelo batismo, só isso. E a mudança ocorreu pouco depois. Veja o que Ellen G. White fala a respeito de Nicodemos, sobre como esse homem se envolveu com o ministério de CRISTO.

“Durante algum tempo, Nicodemos não reconheceu publicamente a Cristo, mas observava-Lhe a vida, e ponderava-Lhe os ensinos. Repetidamente, no conselho do Sinédrio, frustrou os planos dos sacerdotes para O destruir. …

“Depois da ascensão do Senhor, quando os discípulos foram dispersos pela perseguição, Nicodemos tomou ousadamente a dianteira. Empregou sua fortuna na manutenção da igreja infante, que os judeus haviam esperado fosse extirpada com a morte de Cristo. No tempo de perigo aquele que tão cauteloso e duvidoso fora, mostrou-se firme como a rocha, animando a fé dos discípulos, e fornecendo meios para levar avante a obra do evangelho. Foi desdenhado e perseguido pelos que lhe haviam tributado reverência em outros tempos. Tornou-se pobre em bens deste mundo; todavia, não vacilou na fé que tivera seu início naquela conferência noturna com Jesus” (O Desejado de Todas as Nações, 171, 174-177).

 

  1. 3.      Terça: Ricos e infames

Quem gosta de pagar impostos? Ainda mais quando são exorbitantes e não se percebe o resultado de sua aplicação para o benefício público. Mas o que se vê são notícias sobre corrupção entre pessoas que devem gerenciar a coisa pública. O Brasil, por exemplo, é um dos países que mais cobra impostos, tem uma das taxas mais altas. Também é um dos países mais corruptos e onde mais se sonega. É um país onde faltam presídios que recuperem os delinquentes, pois ao contrário, os presídios por aqui são escolas de maldade. A saúde pública em grandes cidades é um desastre pelo mau atendimento e descaso. A segurança pública está perdendo terreno para os maus elementos. A infraestrutura em geral é mal cuidada. Como alguém iria gostar de pagar impostos?

Na Europa há países com taxa de impostos até mais altas que no Brasil, porém as cidades são limpas, há cuidados com a saúde exemplar e a educação é gratuita a todos. Sem dizer que são lugares onde se pode viver sem se preocupar com a segurança. Daí pagar impostos é até compensador, pois há retorno.

Agora imagine pagar impostos no tempo de JESUS. Pagavam para um império explorador, que levava grande parte do dinheiro para fora. Faziam obras sim, mas também parte do dinheiro ia para a sede do império. Outra parte do dinheiro era desviada para os cobradores, que, para piorar a situação, eram judeus. Claro, esses judeus eram fiéis ao poder imperial, e viviam muito bem financeiramente nessa profissão de cobrar impostos. Esses publicanos roubavam o povo cobrando a mais e ficando para si a diferença. Eles enriqueciam ao mesmo tempo em que roubavam o povo. E eram amigos dos poderosos que dominavam a região. Os judeus odiavam essas pessoas, mas JESUS queria salvar até mesmo a elas, e salvou pelo menos dois publicanos, Mateus e Zaqueu.

Vamos pensar honestamente: seria aconselhável a um bom adventista almoçar com o ex. juiz Nicolau, aquele que desviou R$170.000.000,00 da construção do TRT de São Paulo? Que imagem sobraria a esse adventista? Pois JESUS foi fazer uma refeição na casa de Zaqueu, um mau elemento na sociedade judaica. Principalmente os líderes judaicos abominavam isso, e o povo também não via com bons olhos, pois odiavam esses exploradores. Mas, dois desses chamados maus elementos foram conquistados para o lado do bem, e um deles tornou-se um dos apóstolos de JESUS. Essas pessoas não são descartáveis, pode acontecer que em seu íntimo exista uma possibilidade de mudança radical de vida, que o ESPÍRITO SANTO pode operar.

“É difícil atribuir a culpa dos publicanos serem também ladrões. Os ensinamentos de Moisés e dos profetas eram profanados. Os principais sacerdotes eram corruptos homicidas. Os cegos e coxos eram jogados a própria sorte. O cuidado da viúva e do órfão era negligenciado. O povo era manipulado pelo sinédrio. A hipocrisia tomava conta da nação. Assim Zaqueu também se corrompia, pensou na riqueza e no luxo. Aliou-se a Roma tornando-se um publicano.” Mas uma das características do arrependimento é a mudança radical de atitude. Alias, quando não ocorre a mudança, não houve arrependimento, nem conversão. Zaqueu mudou de um momento para outro: “E, levantando-se Zaqueu, disse ao Senhor: Senhor, eis que eu dou aos pobres metade dos meus bens; e, se nalguma coisa tenho defraudado alguém, o restituo quadruplicado” (Lucas 19:8-9).

Aquela refeição de JESUS na casa de Zaqueu pode ser criticada como algo errado?

 

  1. 4.      Quarta: Mensagem folheada a ouro

O ambiente em que vivemos cria uma cultura de valorização da posse dos bens. Chegou a um ponto, faz tempo, que possuir bens é símbolo de status, sucesso, poder, importância e glória. Os jornais e a televisão exaltam quem tem muito. Fica difícil cultivar o desapego aos bens, assim como fica difícil não confiar neles e confiar em DEUS.  Está cada vez mais complicado ter fé em nosso Salvador e não se apegar aos bens, porque cada vez mais eles são importantes na sociedade. Precisamos do dinheiro para quase tudo, e queremos possuir cada vez mais para termos segurança. Sem falar sobre ter dinheiro para se destacar na sociedade. Os símbolos de poder são de tal maneira valorizados que as pessoas precisam tê-los. Os principais símbolos são: automóvel de luxo, preferencialmente importado; roupas de marca; luxo na casa e exaltação do próprio corpo.

Mas essas coisas são ciladas desses últimos tempos. Isso gera uma ansiedade nas pessoas, que no afã de lutar por ter mais, ficam ansiosas e agitadas. Mas JESUS pessoalmente disse: “…não andeis ansiosos pela vossa vida, quanto ao que haveis de comer ou beber; nem pelo vosso corpo quanto ao que haveis de vestir; … Buscai, pois, em primeiro lugar, o reino de Deus e a Sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas; … portanto, não vos inquieteis com o dia de amanhã, pois o amanhã trará seus cuidados; basta ao dia o seu próprio mal” (Mat. 6:25 a 34).

Bill Gates, frequentemente o homem mais rico do mundo, parece não ser tão apegado aos bens. Veja o que ele disse sobre riquezas: “Eu não gostaria de ser o homem mais rico do mundo. Não há nada de bom que venha disso” (Bill Gates, dito em palestra em Seattle, EUA, em 2006). Ele também disse: “O dinheiro não tem utilidade a partir de um certo ponto. Então, ele só serve para criar uma organização e obter recursos para os mais pobres.” “Se passarmos as primeiras décadas do século 21 atendendo os menos favorecidos, encontraremos um modelo para reduzir a pobreza.” O homem mais rico do mundo tornou-se um grande filantropo. E o que ele e mais alguns fazem ainda é pouco, pois a pobreza no mundo só vem aumentando. Porém, a alguns eles ajudam.

Repetimos: ser rico não é pecado, é situação favorável. Mas apegar-se às riquezas é um problema de alto risco para a vida eterna. Veja um trecho selecionado da Bíblia sobre essa situação: “Atendei agora, ricos, chorai lamentando, por causa das vossas desventuras, que vos sobrevirão; … as vossas riquezas estão corruptas; … tesouros acumulastes nos últimos dias; … tendes vivido regaladamente sobre a terra; tendes vivido nos prazeres; … tendes engordado os vossos corações em dias de matança; … tendes condenado e matado o justo, sem que ele faça resistência; … sede vós também pacientes, e fortalecei os vossos corações, pois a vinda do Senhor está próxima” (Tiago 5:1 a 7).

Se alguém que está lendo esse comentário se enquadra na classe dos ricos, parabéns, mas siga a recomendação de Bill Gates. Assim como esse homem saiu a viajar pelo mundo para persuadir outros ricos a serem filantropos, do mesmo modo, ele precisa ser alertado sobre a verdade bíblica quanto à vida eterna. Parece que esse homem tem o coração favorável. E também, quem for rico, tenha uma vida de muita oração para que ao mesmo tempo seja humilde e não se deixe dominar pelo poder que a riqueza produz. E os que não são ricos, se for o caso, parem de cobiçar as riquezas, e vivam com o que DEUS lhes concedeu.

 

  1. 5.      Quinta: Condições perigosas

Afinal, um rico deve ou não vender seus bens, como JESUS determinou para o jovem rico? JESUS não disse ao rico Nicodemos que vendesse tudo o que tinha para segui-Lo. Antes, que fosse batizado e transformado pelo ESPÍRITO SANTO. De fato, esse aí se entregou a JESUS, e teve o Mestre em conta mais que a riqueza. Por isso não precisava vender tudo como o jovem rico. A questão não é vender ou não vender, e sim, desligar-se de algum deus desse mundo. Isso é o mais importante, pois o deus daqui impede que sigamos ao DEUS verdadeiro. Ou a pessoa é gananciosa e não serve a DEUS, ou o contrário, mas nunca se pode servir a esses dois senhores.

Temos no Brasil o que poderíamos chamar de ‘jovem rico moderno’. Ele é Eike Fuhrken Batista. Em pouco tempo ganhou uma fortuna que chegou a 30 bilhões de dólares no início de 2012. Orgulhoso e ambicioso, disse que em poucos anos seria o homem mais rico do mundo. Falava isso abertamente, na televisão, como se fosse uma criança mimada. No ano seguinte a sua fortuna minguou para em torno de 1 bilhão de dólares. Veja o que diz a Revista Exame sobre a sua queda.

Eike Batista já foi o sétimo homem mais rico do mundo, com patrimônio estimado em 30 bilhões de dólares, segundo ranking da Forbes. Depois de deixar a lista de bilionários neste ano [2013], o empresário brasileiro agora foi destaque em outro levantamento da revista americana: ele aparece como sétimo entre as personalidades com as carreiras mais desastrosas de 2013. … Nesta semana, o ex-bilionário protagonizou mais um episódio que confirmou seu mau momento: teve seu nome incluído na lista de inadimplentes por uma dívida de 840 reais. Para Eike, resta agora pedir que 2013 termine o mais rápido possível.”(Revista Exame de 19/12/2013). De sétimo mais rico do mundo a sétimo colocado na carreira mais desastrosa! O que JESUS diria a esse homem, se o encontrasse, ele que ambicionava o posto de mais rico de todos? Se JESUS pedisse a Eike que vendesse tudo, o que acha que ele faria? Pois pergunto: uma pessoa assim é um caso perdido para a salvação? O que acham? (Dá para se discutir em classe). Como se compara Eike Batista com Bill Gates? Como comparar esses dois ao jovem rico e a Nicodemos?

Há os ricos repentinos, que ganham uma fortuna em pouco tempo. Esses estão em grande risco, porque dificilmente no mesmo tempo em que enriquecem aprendem a ser ricos sem idolatrar o que possuem. São, por exemplo, jogadores de futebol, artistas, cantores, ganhadores de loteria, ganhadores de herança, etc. Tiveram ascensão rápida à riqueza, mas, como já dissemos, não sabem ser ricos, e se perdem na caminhada. É o caso do goleiro Bruno, arruinou a sua vida e a de outros, pensando que podia tudo. Esse tipo de rico geralmente se cerca das pessoas erradas. A vida de um rico, para continuar sendo candidato à salvação, é bem difícil e perigosa. Para ele existem mais atrativos do mundo que para as pessoas menos aquinhoadas. Mas, como dá a entender a lição, são pessoas que precisam ter a oportunidade da salvação.

 

  1. 6.      Resumo e aplicação Sexta-feira, dia da preparação para o santo sábado:

a)      Síntese dos principais pontos da lição

  • Qual o foco principal?

Os ricos mais facilmente confiam em si e nas riquezas que os pobres. E esse é o grande problema: em quem a pessoa confia. As pessoas são ricas porque têm inteligência de gestão e sabem como ganhar dinheiro, e os pobres, a maioria, são assim porque não descobriram como se ganha dinheiro. E se alguém que não tenha essa capacidade enriquecer, vai empobrecer outra vez, pois não sabe continuar rico. É uma questão de inteligência, mas o que falta em muitos ricos, a consciência da dependência de DEUS, muitas vezes tem em abundância nos pobres, que mais facilmente confiam num Salvador. De qualquer maneira, JESUS morreu tanto pelos ricos como pelos pobres, e nós devemos ter estratégias para alcançar a todos.

  • Quais os tópicos relevantes?

Não é a riqueza que se torna em uma barreira para a salvação. É o apego à riqueza, tornando-a num ídolo, pelo qual a pessoa se dedica integralmente. Assim ela, ou deixa DEUS em segundo ou terceiro lugar, ou então nem mais se lembra de DEUS.

  • Você descobriu outros pontos a acrescentar?

_________________________________________________________________________

 

b)      Que coisas importantes podemos aprender desse estudo?

Podemos aprender que a maioria dos ricos está em situação lamentável em se tratando da salvação, e que nós, povo de DEUS, temos muitas estratégias para os pobres, e poucas para os ricos. Todavia, devemos entender que a igreja não depende do dinheiro dos ricos, mas da fé em DEUS.

  • Que aspectos posso acrescentar a partir do meu estudo?

_________________________________________________________________________

 

c)       Que providências devemos tomar a partir desse estudo?

No mínimo amar e orar pelos ricos, e como igreja, elaborar estratégias para eles. Uma estratégia que já existe são as transmissões da Tv Novo Tempo, mas ainda faltam palestras melhores para alcançar os endinheirados despreocupados.

  • O que me proponho a reforçar, se for bom, ou mudar se for mau, em minha vida?

_________________________________________________________________________

 

d)     Comentário de Ellen G. White

“O convite do Evangelho deve ser dado aos ricos e aos pobres, aos elevados e aos humildes, e precisamos descobrir meios de levar a verdade a novos lugares e a todas as classes de pessoas. … Cristo pregou o evangelho aos pobres, mas não confiou Sua obra a essa classe. Ele trabalhou por todos quantos Lhe ouviam a palavra. Buscava não somente o publicano e o rejeitado, como o rico e o culto fariseu, o nobre judeu e a autoridade romana. Essa é a espécie de obra que eu sempre vejo a ser feita. Nós não devemos esforçar cada tendão e nervo espiritual para trabalhar pelas classes mais baixas, e fazer dessa tarefa o todo e o tudo. Há outros a quem devemos levar ao Mestre, pessoas que necessitam da verdade, que estão levando responsabilidades e que trabalharão com toda a sua santificada habilidade pela alta sociedade como também pelos mais pobres” (Beneficência Social, 257 e 268).

 

e)      Conclusão geral

Entre a classe pobre a proporção dos que aceitam a JESUS é maior, mas entre os ricos também há pessoas que se tornam dependentes do Salvador. Com o poder do ESPÍRITO SANTO devemos encontrar essas pessoas. Isso requer muita oração e esforço bem planejado, pois quem é rico não é bobo.

“Não acumuleis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões escavam e roubam; mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não escavam nem roubam” (Mateus 6:19 e 20).

 

  • Qual é o ponto mais relevante a que cheguei com este estudo?

_________________________________________________________________________

 

Assista o comentário clicando aqui.

Vídeos sobre capítulos proféticos da Bíblia, em linguagem simples

Daniel 2 Daniel 3 Daniel 7 Daniel 8 Daniel 9 Daniel 12 Apoc. 12
Apoc. 13 1ªp Apoc. 13 2ªp Apoc. 14 Pragas 1ª p

(Apoc. 15, 16)

Pragas 2ªp Armagedom Pragas 3ªp

Armagedom

Os chifres
A igreja verdadeira O decreto dominical O alfa e o ômega Como é fácil enganar!      

 

 

estudado e escrito entre 10 e 16/01/2014

revisado em  17/01/2014

corrigido por Jair Bezerra

 

 

Declaração do professor Sikberto R. Marks

O Prof. Sikberto Renaldo Marks orienta-se pelos princípios denominacionais da Igreja Adventista do Sétimo Dia e suas instituições oficiais, crê na condução por parte de CRISTO como o comandante superior da igreja e de Seus servos aqui na Terra. Discorda de todas as publicações, pela internet ou por outros meios, que denigrem a imagem da igreja da Bíblia e em nada contribuem para que pessoas sejam estimuladas ao caminho da salvação. O professor ratifica a sua fé na integralidade da Bíblia como a Palavra de DEUS, e no Espírito de Profecia como um conjunto de orientações seguras à compreensão da vontade de DEUS apresentada por elas. E aceita também a superioridade da Bíblia como a verdade de DEUS e texto acima de todos os demais escritos sobre assuntos religiosos. Entende que há servos sinceros e fiéis de DEUS em todas as igrejas que no final dos tempos se reunirão em um só povo e serão salvos por JESUS em Sua segunda vinda a este mundo.

 

 

Outros artigos de interesse;

2 comments for “Lição 08 – Com os ricos e famosos

  1. Ricardo
    fevereiro 21, 2014 at 9:22 pm

    Gosto muito do ponto de vista expresso em seus comentarios
    Tem muito me ajudado a passar a lição na classe
    Que Deus continue a te dar esta sabedoria

    • Sikberto Marks
      abril 13, 2014 at 12:05 pm

      Muitíssimo obrigado meu irmão. DEUS seja o único louvado.

Add Comment Register



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *