Papa Francisco termina viagem ecuménica à Terra Santa

Print Friendly, PDF & Email

papa muro jerusalemFoi uma muito preenchida visita, marcada pelo diálogo e pelo ecumenismo, aquela que o Papa Francisco realizou à Terra Santa. Chegaram ao fim os três dias de peregrinação do Sumo Pontífice que culminaram na passagem por alguns dos locais mais sagrados de Jerusalém.

No Muro das Lamentações, o Santo Padre abraçou um rabino e um professor muçulmano, ambos amigos de longa data, que vieram de Buenos Aires para o acompanhar nesta viagem.

A Cúpula da Rocha, no Monte do Templo, foi outro dos pontos de visita. Francisco apelou ao “fim da violência e das manifestações de intolerância”, incitando a que todos os crentes cristãos, judeus e muçulmanos tenham “livre acesso” aos espaços sagrados.

Em Yad Vashem, no Memorial do Holocausto, o Papa falou com seis sobreviventes dos campos de concentração nazis e beijou-lhes as mãos.

Os presidentes israelita e palestiniano, Shimon Peres e Mahmud Abbas, foram convidados a deslocarem-se até ao Vaticano para rezar juntos pela paz. Ambos aceitaram o repto. O encontro deverá realizar-se no dia 6 de junho.

Francisco sublinhou que todos devem respeitar a convivência religiosa e “rejeitar a violência e o terrorismo”.

A última etapa decorreu no Cenáculo, local reverenciado pelos cristãos como tendo acolhido a Última Ceia. Um pequeno incêndio foi declarado numa igreja vizinha, no que muitos associaram ao descontentamento de judeus que reivindicam aquele sítio como o túmulo do rei David.

Fonte: http://pt.euronews.com/2014/05/27/papa-francisco-termina-viagem-ecumenica-a-terra-santa/

Nesse link se encontra um importante e curto vídeo sobre a viagem ecumênica.

O papa convidou a autoridade palestina, Mahmoud Abbas, e o senhor Presidente Shimon Perez, de Israel, para juntos e comigo rezarem a Deus pelo dom da paz. Isso é inédito, talvez tenha a ver com “paz e segurança”.

“O convite foi rapidamente aceite pelas dua partes. “Damos as boas vindas ao convite para ir ao Vaticano. O Presidente Peres sempre apoiou e continuará a apoiar as iniciativas de paz”, disse a presidência israelita em comunicado citado por The Washington Post.”

Vejam a notícia, bem grande, em: http://www.publico.pt/mundo/noticia/papa-convida-presidentes-palestiniano-e-israelita-para-irem-juntos-ao-vaticano-rezar-pela-paz-1637393

 

Também seria importante acessar a matéria sobre um novo tempo para o Ecumenismo: http://pt.radiovaticana.va/news/2014/05/21/francisco_na_terra_santa_-_um_novo_tempo_para_o_di%C3%A1logo/por-800874

Dois trechos da notícia: ““Inserimos na delegação, mesmo se não partindo de Roma, um rabino e um representante muçulmano. O Papa quis consigo, formalmente, como membro da delegação, o Rabino Skorka e o Sr. Omar Ahmed Abud, Secretário-Geral do Instituto de Diálogo Inter-religioso da República da Argentina. São duas pessoas que o Papa conhece bem, desde os tempos da Argentina, com quem cultivou relações de diálogo e de amizade, desde então, e que participa, com eles deste momento assim importante”.”

“Um momento ecuménico, que é a grande novidade ecuménica desta viagem: uma oração em comum num lugar santo de Jerusalém, no SantoSepulcro em particular, é algo que nunca aconteceu antes. As comunidades cristãs que podem celebrar e rezar nos lugares santos fazem-no – e sempre o fizeram até agora – separadamente, nos tempos propícios e destinados às diversas comunidades. Após esta celebração – verdadeiramente histórica o Papa e o Patriarca – desta vez juntos, no mesmo automóvel – seguem para o Patriarcado para o jantar”.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *