Reino Unido decide separar-se da Europa

Print Friendly, PDF & Email

Reino Unido decide separar-se da Europa

 

Em plebiscito realizado no dia 23 de junho de 2016, no Reino Unido (Inglaterra, Escócia, Irlanda do Norte e País de Gales) a decisão popular foi de rompimento com a União Europeia. A Irlanda do Norte é um estado soberano, porém, faz parte do Reino Unido. Os eleitores, 51,9% votaram pela saída contra 48,1% pela permanência. Uma margem pequena decidiu uma questão gigantesca, de efeitos ainda impossíveis de antecipar e mensurar. Os efeitos podem ser catastróficos para toda Europa, mas agora tudo é incerto. Com a decisão tomada, principalmente a Irlanda do Norte pode, por exemplo, decidir romper totalmente com o Reino Unido, pois eles veem vantagem em permanecer na União Europeia. Assim, num primeiro momento, percebe-se a fragilização da União Europeia e do Reino Unido. Parece que ninguém ganha, todos perdem, pois a região se enfraquece diante do mundo. Justo quando o que os países do mundo mais procuram poder.

Segundo a profecia bíblica, de Daniel 2:43 e 44, a Europa, representada pelos pés na estátua do sonho de Nabucodonosor, tinha os pés fracos, constituídos de barro e ferro. Ou seja, os países dessa região do mundo jamais se uniriam perfeitamente como um só império ou um só país.

Não se pode esquecer que foi na Europa que a Inquisição mais apavorou os servos de DEUS. É na Europa que está o trono da besta. Foi a Europa que dominou o mundo no tempo das grandes navegações, e se enriqueceu explorando outras regiões do planeta, inclusive o Brasil. Da Europa que o falso cristianismo se espalhou pelo mundo. Foi na Europa que se decretou a adoração do domingo e foi imposto sobre o mundo. Foi na Europa que os cristãos foram perseguidos pelo Império Romano e durante a Idade Média, e depois, pela igreja romana. A Europa tem sido uma região contra DEUS e seu povo, como o Egito antigo em relação ao povo hebreu, e como será a América do Norte logo mais, contra o povo da Bíblia. Atualmente vemos na Europa o avanço da imoralidade que DEUS não aprova, mas que serve de incentivo ao mundo, para que outros sigam os mesmos caminhos.

Que méritos tem a Europa diante de DEUS, para que favoreça a região e que seja política e economicamente unida? O mundo está começando a se fragmentar a partir da Europa, e a situação se tornará em crise global a partir dos Estados Unidos da América, quando este país também se voltar contra DEUS, com seu decreto dominical já anunciado profeticamente no Apocalipse. A Europa já inseriu em sua história o decreto de santificação do domingo por Constantino, agora é a vez da América fazê-lo. Assim, onde estão as sedes dos cristãos, satanás vai realizando seu papel de rebeldia.

Que implicações em geral podemos tentar prever com essa decisão do povo do Reino Unido? Vamos por itens:

  • O próprio Reino Unido se enfraquece, pois saiu dividido, com países querendo uma decisão e outros querendo outra decisão.
  • Os jovens e os idosos também ficaram em lados opostos, ou seja, se explicitou uma divisão entre gerações. Os jovens querem permanecer, os mais velhos querem separar. Os jovens britânicos querem disputar empregos em outros países, ou viajar ou casar com pessoas de outros países com facilidade, os mais velhos não se importam com isso.
  • A Europa fica enfraquecida. Outros países do bloco podem se encorajar a fazer o mesmo, como se cogita em alguns deles. Partidos de extrema-direita na Holanda, França e Itália já pediram pela realização de consultas pela saída da UE, em seus respectivos países. Na Dinamarca, o Partido Popular, quer renegociações com a UE. A Europa perde poder político e econômico diante de outros países gigantes no planeta. E de agora em diante podem ocorrer protestos e retaliações na região, com descontentamentos motivados pelo desemprego e pela crise econômica em vários países. Daí se incrementa a crise social. O ódio contra o povo islã por certo aumentará. Ou seja, visualizam-se problemas, não soluções.
  • Aumenta o ceticismo, o pessimismo e a insegurança em relação ao futuro da Europa. A União Europeia parece que está morrendo.
  • A União Europeia não conseguiu unir-se por completo nos tempos bons de sua economia. Nesses tempos era bem mais favorável alcançar a unidade. Agora, com a crise econômica, com países endividados, o temor do povo de cada país aumenta e o desejo de liberdade nacional também. Um bloco econômico que visa tornar-se um país, com povos e nacionalidades diferentes, tem alguma motivação econômica para esses fim nos bons tempos, mas ocorre o contrário numa crise. Por exemplo, os europeus temem que venham estrangeiros ou trabalhadores de outros países mais fragilizados do próprio bloco a lhe tomar os empregos, trabalhando por menos.
  • Do ponto de vista religioso, a Europa cristã, que tanto perseguiu irmãos cristãos, está flagrantemente sendo invadida pelo Islã. É uma invasão sem armas e sem guerra, mas de pessoas fugindo de seus países em crise ou em guerra. Prevê-se que em 30 anos a Alemanha seja não mais um país cristão, mas islâmico, disse a atual primeira ministra. A odiada Europa pelo Islã é que recebe os refugiados que pertencem ao islamismo. Estes também disputam empregos e renda, já bem escassos aos próprios nativos.
  • Se a Europa assim se fragiliza, os Estados Unidos da América mantém-se fortes e unidos. Diante do enfraquecimento da Europa, obvio que os EUA relativamente se fortalecem. Isso de fato requer que a aliança entre a Igreja Católica seja, não com uma Europa que não é mais império nem país, e sim com os americanos. Ora, a situação que hoje vemos está prevista na profecia de Daniel 2 há muitos séculos.
  • Aliando-se com os Estados Unidos da América, a Santa Sé se fortalece, se o fizesse com a União Europeia, não teria futuro algum, só dúvidas e incertezas. Assim fortalecida numa região fraca, a Igreja Católica tem poder para alianças religiosas e imposições na região.
  • Para o crescimento do poder americano sobre o mundo, atualmente, outras regiões devem se enfraquecer. E a Europa é um poder gigantesco, se estiver unida. Esse poder está desmoronando. Mas ali vai permanecer outro poder, o que substituiu o Império Romano, o poder religioso, que só cairá com os eventos de Apocalipse capítulo 16 e 17. Logo, teremos no Novo Mundo o poder americano e no Velho Mundo, o poder da igreja, livres do poder da União Europeia, um poder confuso e sem rumo certo. Cimentando tudo (comandando tudo), está, sobre todo planeta, o poder do espiritismo, fortemente infiltrado na ONU.
  • Dentro do contexto da Agenda 2030, aprovada na ONU em setembro de 2015, agora de vez que os Estados Unidos da América, com o Vaticano, se sobressaem como hegemônicos, cuja vontade deverá se impor sobre as nações do mundo.
  • A profecia de Daniel 2, quanto aos seus pés, vai assim se cumprindo solenemente. Os acontecimentos futuros deverão continuar a favorecer a união das igrejas e o atingimento das grandes metas da nominada Agenda 2030, com o isolamento do povo de DEUS, formando-se dois grupos no planeta.

O mundo vem sendo preparado para o cenário final. Já sabíamos de tudo.

8 comments for “Reino Unido decide separar-se da Europa

  1. Rosalia Souza
    junho 24, 2016 at 3:23 pm

    Quem tem ouvidos para ouvir … Ouça ! The King is coming!

  2. junho 25, 2016 at 7:55 am

    Gostei do artigo, as decisões do Reino Unido ainda vão gerar instabilidade no cenário espiritual. Devendo entender as relações dos países que fazem parte dos pés da estátua vão de fato de posicionando para os eventos futuros..

  3. Felipe dos Santos Ferreira de Souza
    junho 25, 2016 at 8:46 am

    Em nenhum lugar em Daniel 2 fala sobre o Reino Unido.

    • Paula
      julho 14, 2016 at 9:25 am

      Resumidamente fala sim, vc tem que saber o significado dos pé de ferro fundido com barro. Pelo apocalipse de Daniel já estamos vivendo neste período, porém a interpretação é que barro não se funde com ferro, por isso a separação. Ou seja , Cristo está batendo em nossa porta. Espero que tenha te esclarecido de uma forma mais simplificada, pq esse assunto é complexo.

  4. Adézio Bastos Tavares
    junho 28, 2016 at 2:18 pm

    Venha ao teu Reino e seja feito a Tua vontade , shalom.

  5. julho 15, 2016 at 2:07 pm

    Quem é que disse que o reino simbolizado nos pés da estátua do sonho de nabucodonosor é a Europa?

    • Sikberto Marks
      julho 17, 2016 at 10:03 pm

      Uma galera de estudiosos diz isso.

  6. oseas
    julho 21, 2016 at 9:42 am

    Atualmente vemos na Europa o avanço da imoralidade que DEUS não aprova.

    Gostaria de saber o que esta relacionado a imoralidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *