Terra Santa: Papa pede fim do fanatismo religioso

Print Friendly, PDF & Email

papa muro jerusalem

Francisco iniciou dia final da viagem a Israel com visita a líderes muçulmanos

Jerusalém, 26 mai 2014 (Ecclesia) – O Papa iniciou hoje o último dia da viagem à Terra Santa com um encontro na esplanada das mesquitas, em Jerusalém, com o grande mufti e outros responsáveis muçulmanos, junto dos quais apelou ao diálogo inter-religioso.

“Queridos amigos, a partir deste lugar santo, lanço um premente apelo a todas as pessoas e comunidades que se reconhecem em Abraão: respeitemo-nos e amemo-nos uns aos outros como irmãos e irmãs! Aprendamos a compreender a dor do outro! Ninguém instrumentalize, para a violência, o nome de Deus!”, declarou Francisco.

Num discurso dirigido a cristãos, judeus e muçulmanos, o Papa convidou todos a trabalhar “juntos em prol da justiça e da paz”.

Francisco entrou pela porta al-Asbat e foi recebido pelo xeque Muhammad Ahmad Hussein, acompanhado pelo diretor-geral do Conselho do ‘Waqf’ (guarda dos bens inalienáveis que pertencem a entidades religiosas islâmicas).

Após os discursos do grande mufti e do presidente do Conselho Supremo Muçulmano, o Papa centrou o seu discurso na peregrinação de Abraão, que muçulmanos, cristãos e judeus reconhecem como “um pai na fé e um grande exemplo a imitar”.

“Neste nosso encontro, sentimos ressoar profundamente o chamamento para sermos agentes de paz e de justiça, para implorarmos estes dons na oração e para aprendermos do Alto a misericórdia, a magnanimidade, a compaixão”, precisou.

Fonte: http://www.agencia.ecclesia.pt/cgi-bin/noticia.pl?&id=100497

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *